Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

sábado, 30 de julho de 2016

Absurdo! Espanha organiza tourada beneficente

Cidade espanhola realiza tourada beneficente e mancha de sangue ato de solidariedade

17 de maio de 2014 às 6:00

Por Loren Claire B. Canales (da Redação)

Fonte: ANDA
Tortura de um animal como fonte de rendimentos (Foto: The Animal Day / Jonás Amadeo Lucas)
Está prevista para hoje a realização de um festival taurino em Cidade Real, na Espanha, cujos benefícios serão destinados ao Banco de Alimentos desta cidade. O louvável trabalho solidário de organizações beneficentes como a Cruz Vermelha, Cáritas, Unicef, Associação Espanhola Contra o Câncer ou dos Bancos de Alimentos não deveria ser manchado com o sofrimento dos animais. O artigo é do site El Diario.
A solidariedade é a emoção na qual as pessoas se colocam no lugar de outra e tentam fazer com que ela não sofra. Por isso, é desolador ver até que ponto o espírito de solidariedade é degradado por prefeitos e vereadores de alguns municípios e, ainda mais triste, responsáveis por algumas organizações beneficentes e sociais que organizam ou são beneficiárias dos festivais taurinos ou corridas de bezerros. Estes espetáculos, carentes de sentido ético, também fomentam o desprezo pelos animais e a falta de solidariedade entre os cidadãos, que são incitados a se divertirem diante do linchamento de um ser vivo.
“Com a ajuda da tauromaquia, vamos cumprir um trabalho solidário”. Semelhante paradoxo foi pronunciado pela prefeita de Cidade Real. O trabalho solidário, neste caso, consiste em arrecadar fundos para o Banco de Alimentos. Esta união alimentos-morte de vários touros acontecerá hoje, dia 17 de Maio. A agonizante tauromaquia, quando não recebe transferências de dinheiro público para sobreviver, busca outros espaços para continuar existindo. Na televisão, é frequente ver “toureiros” como protagonistas de notícias ou em programas onde aparecem dançando ou cozinhando. São tempos difíceis para o grêmio tauromáquico, sendo assim, como vampiros desesperados, buscam uma jugular para morder e seguir perpetuando-se, sem se importarem se o pescoço é o dinheiro público ou a imagem de uma ONG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário