Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Sejamos a mudança que queremos ver no mundo (Gandhi)





Como bem escreveu o jornalista André Trigueiro, o Brasil é definitivamente o paraíso dos sacos plásticos. E ele continua:

"Todos os supermercados, farmácias e boa parte do comércio embalam em saquinhos tudo o que passa pela caixa registradora. Não importa o tamanho do produto que se tenha à mão, aguarde a sua vez porque ele será embalado num saquinho plástico. O pior é que isso já foi incorporado na nossa rotina como algo normal, como se o destino de cada produto comprado fosse mesmo um saco plástico. Nossa dependência é tamanha, que quando ele não está disponível, costumamos reagir com reclamações indignadas. Quem recusa a embalagem de plástico é considerado, no mínimo, exótico”.

É sabido que ao ignorante tudo se perdoa, mas quando se deixa de ignorar passa-se a ter responsabilidade e deveres.
Sabemos que o plástico é um subproduto do petróleo, e que apenas 1% de todos os sacos plásticos do planeta são reciclado e o restante dos 99%, acabam em aterros ou como lixo. Sabemos também que os sacos plásticos contribuem para o aquecimento global, são tóxicos, degradam os nossos riachos, rios e oceanos; entopem os nossos sistemas de esgoto e estão entre os sinais mais visíveis de lixo e detritos.

Por isso, aqueles que estão conscientes e são aspiradores de um futuro melhor para o nosso planeta, estão lamentando a volta das sacolas plásticas nos supermercados, pois somente enfatizar maior reciclagem de sacos plásticos é uma abordagem insignificante e inadequada.  É preciso declarar guerra contra a plasticomania, rebelando-se contra a ausência de uma legislação específica para a gestão dos resíduos sólidos.

Somente haverá uma diminuição significativamente do uso e consumo de sacolas plásticas se houver uma política agressiva, com a proibição total e definitiva das sacolas plásticas em supermercados e demais estabelecimentos comerciais.

Aquele que tem o conhecimento dos males do plástico no meio ambiente tem o dever de informar, e acima de tudo ser contrário a liberação dos sacos plásticos nos supermercado.

Há muitos interesses em jogo. Qual é o seu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário