Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Amor, tolerância, respeito e conscientização essa poderá ser a mudança...


por Marlene Amara Antara

Meu grande sonho é que todos fossem ao menos sensíveis com os animais abandonados e depois que todos se tornassem ao menos vegetarianos, mas infelizmente isso parece estar longe de se ver esse sonho realizado. Mas isso não me dá o direito de ficar amaldiçoando quem come carne, especialmente a de animais domésticos. Vejo pessoas amaldiçoando os Chineses ou outros povos que infelizmente não tem sensibilidade pela vida. Mas há muitos chineses sensíveis, temos o caso daquela Sra. que tem centenas de cães em um país onde eles são alimento. Vemos ONGS heroínas que lutam contra a matança de golfinhos, e temos que ter em mente que um protesto no Japão não é tão simples como no Brasil, eles correm risco de vida. Infelizmente não nasci vegetariana/vegana, me tornei vegetariana, também fiz parte dessa massa inerte e inconsciente por muitos anos. Acordei, então tenho que ter paciência e tolerância com os que possivelmente acordarão um dia. 

Por isso, procuro conscientizar, acho que faremos mais tentando conscientizar que atacar. Felizmente, não podemos julgar toda nação chinesa por alguns, apesar de saber que grande parte dos chineses comem tudo que se move, temo que qualquer hora comam até gente, já que comem animais de estimação.

Há alguns anos atrás saiu em todos jornais do mundo (inclusive pus no meu blog) o caso de um chinês que salvou uma cobra ferida e ela não quis mais ir embora, e essa cobra salvou sua mãe de um incêndio. Veja você, eu não tenho o coração tão puro para cuidar de uma cobra, com certeza se encontrar uma vou correr, não vou matá-la. Mas vou fugir como uma covarde, já fiz isso, não sei se ela precisava de ajuda, mais eu precisava porque corri covardemente, aliás ela correu para um lado e eu para outro, ambas com medo uma da outra.

Estou me afastando de pessoas que destilam ódio contra as coisas que elas consideram erradas, o ódio não vai levar a nada, conscientização sim. Além dos brasileiros comerem carne sabemos que muitos comem gato e cão também, todos acham “estranho”, mas não acham estranho abandonar animais nas ruas depois de tê-los por anos por estarem velhos ou doentes, não acham estranho e imoral cuidar de seu animal mas afugentar, jogar água quente e tantas barbaridades em um animal doente. Amam seu animalzinho, mas não afagam um animal abandonado sarnento ou faminto. Você mesmo teve uma experiência muito triste, ama o seu animal, mas não lhe permite amamentar pequenos órfãos que sem uma mãe adotiva morrerão, me diga amiga não é muita hipocrisia da “nossa” parte?

Temos muito que aprender e isso deverá passar pela tolerância. Mas isso não significa que não temos que ir à luta, as ruas para tentar amenizar e acabar com todo esse sofrimento. Vejo pessoas xingando até a própria sombra, mas não sai do conforto do seu sofá para ir às ruas na hora que é convocada, não sou adepta a quantidade, mas na proteção animal quantidade pode fazer a diferença, pois os assassinos que só pensam em lucro não desejam perder consumidores, e creio que podemos fazer mudanças substanciais indo as ruas, dia 22 de setembro temos a oportunidades de fazer a diferença, mas por outras convocações vi pouca gente aderir, mas vejo muitas xingando.

Ontem uma pessoa me disse que não vai as convocações porque é esse ou aquele grupo que promove, sinceramente, há alguns grupos que me causam ojeriza, pois alguns são arrogantes demais, nos tratam como simples objeto de seus objetivos, mas depois de muito “brigar” comigo mesma me perguntei: você está indo a essas convocações, assinando petições, enviando e-mails para seu prazer ou reconhecimento pessoal ou pelos animais? Essa pergunta mostrou claramente que eu estava me comportando como eles. Resolvi o seguinte: os animais é que importam, se essas ações vão ajudar os animais não importa quem as faz, os animais é que são o objetivo. 

Amor, tolerância, respeito e conscientização essa poderá ser a mudança...

Nenhum comentário:

Postar um comentário