Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

sábado, 6 de agosto de 2011

"Ah! Mas os vegetais são seres vivos também!"

Sempre escuto essa frase quando alguém quer argumentar contra o Vegetarianismo.
Mas é um argumento muito falho. Existe uma diferença enorme entre matar um animal e colher uma fruta ou legume.
Se você corta um galho de uma planta, nasce outro no lugar. Se cortar uma pata de um animal, não nasce outra.
Plantas não têm rosto, não sangram, não têm sistema nervoso que causa a dor. Já os animais, têm expressões faciais como os humanos, têm sistema nervoso muito semelhante ao nosso, sentem muita dor ao serem machucados.
Será mesmo que é igual o ato de colher um maçã da árvore ( se você não a colher, ela vai cair de madura de qualquer forma) e cortar a jugular de um carneiro com uma faca afiada?
Quando você colhe a maçã, a árvore não morre e nem sofre, mas quando corta a garganta de uma animal ele sente dor e revolta ao morrer. E toda essa negatividade da hora do abate, a revolta do animal que não quer morrer,  passa para você ao comer a carne. E seu corpo e alma ficam impregnados de fluídos negativos.
Utilizar esse argumento é apenas uma maneira de se livrar da culpa. Pense nisso...

Um comentário:

  1. Não pretendo entrar num campo no qual não tenho informação ou afirmação "científica", digamos, mas pela intuição nada me tira da idéia que ao colher um fruto não haja algo prazeroso na árvore que o produziu. Constitui-se, não sei por qual instrumento superior a ser compreendido e meditado, que se trata de um gesto de amor para o qual foi a árvore escalada para conceder sem olhar a quem. Sem egoismos, apenas o ato de servir. Saudações. Milton Martins

    ResponderExcluir