Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Testes em animais - médico explica porque testes em animais não funcionam

Leia na íntegra clicando aqui



Médico explica por que testes em animais não funcionam


Dr. Ray Greek é um médico americano que, desde a década de 90, questiona o uso de animais na ciência. Ele é fundador da Americans for Medical Advancement, uma associação que tem o objetivo de informar ao público dados científicos contrários ao alegado sucesso da experimentação animal.



terça-feira, 19 de maio de 2015

Como matam os animais para consumo




  Pistola Pneumática: Uma "pistola" é encostada na cabeça do animal e uma vareta metálica perfura seu cérebro. Acertar um animal que se debate é difícil e o pino sempre erra o alvo ou não penetra o suficiente para causar inconsciência (Meat & Poultry, Mar.97), causando uma dor enorme.


     Choques na cabeça: Um atordoador elétrico é utilizado para produzir um ataque e a garganta do animal é cortada, deixando-o sangrar até a morte. Numa pesquisa da USDA, Temple Grandin, PhD, afirma, "Uma amperagem insuficiente pode fazer que o animal fique paralisado sem perder a sensibilidade." (Survey of Stunning and Handling, Pesquisa em Atordoamento e manejo, Ag Res Serv/ USDA, 7/1/97). Um abatedouro de suínos estava usando somente 60% da amperagem considerada necessária para causar inconsciência. A inconsciência através de choques na cabeça é reversível e os animais podem recuperar o sentidos em segundos (Meat & Poultry, Jan 87). Em uma pesquisa da USDA em 1996 (Meat & Poultry, Mar 97), em 50% dos matadouros pesquisados, os procedimentos de atordoamento foram qualificados como "inaceitáveis" ou "com sérios problemas" em relação à crueldade contra os animais.


Matar jamais será um ato humanitário

quarta-feira, 13 de maio de 2015

O inferno é aqui mesmo!!!


Que judiação, a carinha desse boizinho que está prestes a ser imolado. 
Não foge, não luta, se deixa ficar nas mãos de seus algozes... 
E ainda os olha nos olhos pedindo clemência... em vão...

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Compaixão não se ensina, se sente









"O estudante que se recusa a participar de atividade que parece ser ou é cruel aos animais deve ser encorajado e não desestimulado. Compaixão é muito mais dificil de se ensinar do que anatomia."

Neal D. Barnard