Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Segunda-sem Carne na merenda escolar em Piracicaba pode se tornar realidade!



Hoje é um dia especial! Em Piracicaba foi dada a largada para a implantação da Campanha Segunda sem carne na merenda escolar. A intenção é de que nesse dia, as crianças possam conhecer novos sabores e novas ideias e acabarão levando para suas casas as novidades. É uma maneira de espalhar novos hábitos saudáveis. Oferecer produtos à base de soja às segundas-feiras na merenda escolar da rede de ensino é uma ótima opção para apresentar às crianças novos sabores, e a soja é um alimento saudável, nutritivo e isento de gorduras. Elas precisam aprender a importância de consumir mais verduras, frutas e legumes.
Essas ações já são corriqueiras em países da Europa e a Sociedade Vegetariana Brasileira pretende ampliar essa campanha. São Paulo, Belo Horizonte, Niterói e várias outras cidades já aderiram e estão obtendo resultados positivos contribuindo para um meio ambiente mais equilibrado, para melhoria da saúde e pelos animais.

domingo, 29 de julho de 2012

Depoimento - Como me tornei Vegetariana



Graziela Fernandes

“Em maio de 2009 conheci meu namorado (hoje meu marido) através das redes sociais. Morava em Praia Grande na época e ele, em Minas Gerais. Ele resolveu que queria me conhecer pessoalmente e veio até a cidade onde eu morava.
Nos conhecemos e foi quando descobri que ele era vegetariano há pelo menos 10 anos. Na época, eu me alimentava de todos os tipos de carne e também derivados (nunca gostei muito de leite puro, mas alguns produtos que eu consumia continham leite na composição).
Sempre fui apaixonada por animais. Nunca concordei com os maus tratos aos cães e gatos nos Centros de Controle de Zoonoses e fazia visitas regularmente ao CCZ de Praia Grande para analisar melhor a situação em que aqueles inocentes se encontravam. Inclusive, em meados de 2006 e 2007, consegui que o CCZ abrigasse um animal em uma baia até o dia seguinte, pois tinha conseguido uma tutora. O animal que morava em um quiosque na praia, estava debilitado, mas não apresentava sinais de doenças graves, somente tinha muita fome. Eles abrigaram o animal na baia conforme pedi e no dia seguinte, fui com a adotante buscá-lo e conversar com os veterinários para saber do cão. Foi quando tive a notícia de que ele tinha sido sacrificado pois estava muito debilitado. Briguei, chorei e fiquei indignada! Foi à partir desse momento que meu amor pelos animais aumentou ainda mais.
Tive vários coelhos em casa (mas não para consumo da carne, somente de estimação). Desenvolvi um carinho especial pela espécie e resolvi que também seriam meus protegidos.
Sempre que tinha tempo, pesquisava em sites, Orkut etc, sobre crueldade contra os animais. Via aqueles animais sendo torturados em laboratórios e acabava com meu dia. Decidi que iria boicotar o máximo possível marcas que faziam testes em animais. Mas como eu era leiga no assunto, ainda usava algumas marcas sem saber se testavam ou não.
No final de 2009 e início de 2010, meu marido (na época meu noivo) me encorajou ainda mais a adotar uma dieta vegetariana. A essa altura eu já participava de campanhas de adoção de animais, incentivava a posse responsável e já havia pensado na possibilidade de nunca mais colaborar com a matança de animais em matadouros.
Assisti ao documentário “A Carne é Fraca” e ele me ajudou MUITO a parar naquele instante com o consumo de carne vermelha. Sempre gostei muito, mas cada vez que via minha mãe fritando um bife, pensava naqueles animais confinados nos matadouros. Sentia cheiro de sangue, não sei como mas sentia. Minhas lágrimas escorriam pelo rosto e naquele momento percebi que o certo a se fazer era parar de consumir. Dito e feito! Faltavam agora, o frango e o peixe.
Consegui largar primeiramente o peixe, pois nunca fui muito de comer essa carne. O frango foi o mais complicado. Demorei exatos 4 meses para parar totalmente.
Me casei em agosto de 2010 e eu e meu marido ainda consumíamos leite, ovos e queijo.
Entre 2011 e 2012 (dezembro de 2011 e janeiro de 2012), eu e meu marido tomamos uma decisão drástica: cortar os derivados do cardápio. Leite e ovos foram simples, mas o queijo… Sofremos muito, pois ele é mineiro e foi criado comendo queijo e eu, do interior de São Paulo, também. Meu avô paterno tinha chácara e minha avó tirava leite da vaca e fazia queijo. Era praticamente impossível não comer.
Com muito esforço e determinação conseguimos. Conheci em meados de 2010 o site do Vista-se e posso afirmar que ele colaborou e MUITO para que eu conseguisse deixar de lado tudo que fosse originado do sofrimento de inocentes (desde carnes e derivados, até produtos testados em animais). Em 2010 eu já tinha conversado com meu marido à respeito de materiais de limpeza e cosméticos testados. Mas foi no início de 2011 que decidimos: em casa não entrariam mais produtos testados em animais! Dito e feito! Hoje só usamos perfumes, desodorantes e materiais de limpeza que não testam em animais.
Foi nesse mesmo ano que entrei para o ativismo. Participei pela primeira vez de um manifesto em abril de 2011, justamente contra a Vivissecção, no MASP, em São Paulo. Foi uma sensação incrível poder gritar por aqueles que não podem se defender.
Em maio, participei do manifesto na Rua Oscar Freire contra peles de animais no mundo da moda. Através do convite do meu querido amigo Luiz Fernando, o Juka, fui escolhida para dar vida a uma coelha do manifesto e pude ajudar de alguma forma a mostrar para as pessoas o que os animais que tem suas peles extraídas sentem. Fui “esfolada” na frente da Arezzo, uma cena que nunca sai da minha cabeça. Segurei muito minhas lágrimas no momento e pensei em todos aqueles animais presos e privados de água, comida e uma vida digna.
Participei também do manifesto Crueldade Nunca Mais e voltei para casa rouca. Gritei tanto em nome dos inocentes que perderam suas vidas nas mãos de pessoas covardes e claro,chorei bastante.
Em dezembro de 2011 resolvi visitar ainda mais o site do Vista-se, na tentativa de encontrar dicas sobre veganismo. Como eu ainda era leiga precisava saber o que estava fazendo. Quando virei vegetariana, nem procurei um nutricionista para me orientar. Parei e pronto. Dessa vez queria fazer tudo diferente. Quem disse que fiz?
Através de dicas no Vista-se, consegui virar vegana. E meu marido também.
Quando vou ao mercado fico lendo as embalagens dos produtos pra ver se contém derivados nos ingredientes. Muita gente passa por mim e pensa (alto ainda por cima): “essa moça é louca”. Outros já me perguntaram: “você é vegana, certo?”
Depois que virei vegana, fui vítima de muitos preconceitos. Recebi por diversas vezes foto daquela vaca com os seguintes dizeres desagradáveis: “vegetarianos e veganos, minha comida ca* na sua”. Achava uma brincadeira ridícula, mas ignorava. O importante era estar bem com minha consciência.
Enfim, depois que conheci o Vista-se, segui as dicas e virei vegana, minha saúde mudou muito. Hoje tenho mais disposição, ânimo e energia. É muito bom quando estamos com a saúde física em dia. Melhor ainda, é quando estamos com a consciência limpa!

Fonte: VISTA-SE

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Somos iguais


Na dor, na alegria, na tristeza, na fome, na sede...
Somos SERES VIVOS criados pelo mesmo DEUS

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Sacrifício de animais e matadouros



Imagens como essas não são montagens de Photoshop. Essa foto é apenas um reflexo da infeliz realidade a que milhares de animais são submetidos todos os dias, com violência indiscriminada e covardia. 
Por mais surreal que possa parecer, há uma conexão direta entre ela e o seu prato de comida. 
Portanto, se isso o incomoda de verdade, simplesmente repense suas atitudes

terça-feira, 24 de julho de 2012

Chega de Vivissecção!


Vivisseccionistas reúnem-se em Congresso

Por Libertação Animal 12/03/2012 às 22:02
A vivisseccção é um crime contra a vida. Cadeia para quem maltrata os animais. Vejam os nomes dos integurantes da quadrilha abaixo:

Diga não à vivissecção

Cadeia para quem faz isto

Um bando de pesquisadores nacionais e internacionais estarão reunidos em Foz do Iguaçu de 14 a 16 de março de 2012 no 13º Congresso Nacional e 1º Internacional da SBCAL, Sociedade Brasileira de Ciências com Animais de Laboratório.

Os pesquisadores (vejam nomes abaixo) ganham a vida explorando animais e defendendo a vivissecção (experimentos cruéis em animais). A vivissecção é uma fraude científica e serve apenas para enriquecer a indústria farmacêutica.

A vivisseccção é um crime contra a vida. Cadeia para quem maltrata os animais. Vejam os nomes dos integurantes da quadrilha abaixo:

Convidados Internacionais: Alberto Gobbi, Fernando Benavides, Cecília Carbone, Harry Rozmiarek, Shannon Luboiesky, Steven Nieme, Cynthia Pecow, Anabela Pinto, Klaas Kramer, Adela Rosenkranz, Vera Baumans.

Convidados Nacionais: Ana Lúcia Brunialti, Ana Maria Guaraldo, Andréa Ruiz, Aron Jurkiewicz, Cláudia Mori, Denise Tambourgi, Ekaterina Rivera, Gabriel Melo, Gui Mi Ko, Heloisa Allegro, Joel Majerowicz, Luiz Augusto C Passos, Luiza Braga, Marcel Frajblat, Marcelo Morales, Márcia Andrade, Márcio de Paula, Monica Andersen, Monica Lopes Ferreira, Nivea de Souza, Octavio Presgrave, Pedro Binsfeld, Regina de Luca, Regina Markus, Renaide Rodrigues, Rinaldo Bueno Ferreira, Rovilson Gilioli, Sang Won Han, Silvia Massironi, Silvio Valle, Sueli Damy Blanes, Vania Mattaraia, Vera Peters. Valderez B Valero Lapchik

O Congresso ocorrerá de 14 a 16 de Março de 2012 no Centro de Convenções do Hotel Golden Tulip Internacional Foz, na cidade de Foz de Iguaçu ? PR.
Fonte: http://www.cobea.org.br/

Para saber mais sobre a vivisssecção vejam estes sites:
- http://www.1rnet.org/ (InterNiche Brasil)

- http://www.fbav.org.br/ (Frente Brasileira para a Abolição da Vivissecção)

quarta-feira, 18 de julho de 2012

DEPOIMENTO EXCLUSIVO DE UM ALUNO DO TERCEIRO ANO DE MEDICINA DA UNISA (UNIVERSIDADE SANTO AMARO)


Por motivos óbvios, sua identidade não será revelada.

FP: no curso de medicina da UNISA vcs realizam vivissecção em qual ano e com qual frequência?
aluno: somente no terceiro ano, todas às sextas feiras.
FP: quantos cães são utilizados nas aulas?
aluno: atualmente de 8 a 9 cães.
FP: pq. atualmente?
aluno: até 2004 o número de animais era o dobro. De 16 a 17 cães por aula.
FP: qual o pior momento da aula?
aluno: o pior momento é quando eu vou buscar o cão no biotério. Já chorei várias vezes.
FP: como reagem os cães quando são buscados no biotério?
aluno: alguns ficam alegres com a nossa visita, abanam o rabo, acreditam em nós (esse é um dos momentos em que chorei), outros, parece que sabem o que vai acontecer e lutam pela sobrevivência. Reagem à nossa presença em sinal de defesa.
FP: como é o biotério?
aluno: um lugar muito parecido com um ccz. Tem o clima daquele lugar
FP: qual o nome dado a essas aulas e o tempo de duração?
aluno: técnica cirúrgica e bases da anestesiologia. Normalmente as aulas transcorrem das 9,30 às 13,30 horas
FP: quais os tipos de cirugia que o animal é submetido?
aluno: retirada de apêndice intestinal, parte do rim, parte do estômago,fígado, indução de parada cardíaca...
FP: quantas pessoas manuseiam o animal?
aluno: 4 pessoas
FP: alunos?
aluno: sim, 4 alunos supervisionados pelos professores.
FP: No final da aula, qual o destino dado ao animal?
aluno: ele é eutanasiado.
FP: alguma vez você presenciou um cão acordando da anestesia e com o corpo ainda aberto?
aluno: não, isso nunca acontece.
FP: alguma vez você ouviu algum professor comentar sobre métodos
alternativos?
aluno: sim, uma única vez no início do curso.
FP: ele disse porque razão para não usa os métodos alternativos?
aluno: disse, comentou que na Europa já se utilizavam modelos biológicos mas que no Brasil ficava inviável por causa dos altos custos.
FP: quantos alunos tem no seu curso de medicina e quanto você paga por mês?
aluno: o curso tem 480 alunos e eu pago R$ 2.300,00 por mês.
FP: 480 X R$ 2.300 é igual a R$ 1.104.000,00 por mês, você não acha que a faculdade ganha muito dinheiro para se negar a investir em métodos alternativos?
aluno: com certeza.
FP: você sabe que em S.Paulo tem uma lei que proíbe o CCZ de enviar animais para as instituições de ensino?
aluno: Sim, já ouvi dizer
FP: você sabe então, de onde vem os cães da UNISA?
aluno: já ouvi dizer que vem de Araraquara e do CCZ de Diadema, foi até um aluno por intermédio do pai dele que conseguiu isso para a faculdade.
FP: qual a raça e idade dos cães utilizados nas aulas?
aluno: viralatas, a idade varia. Tem desde filhotes até cães idosos. Uma vez durante a aula em que uma cadela estava sendo operada, notei que ela estava grávida. Dava prá sentir os filhotes no útero.
FP: alguma vez, você presenciou algum colega seu que não quizesse participar da aula e foi coagido?
aluno: não, nunca, mas já houve casos do professor dizer que você não pode faltar e se faltar a turma toda seria penalizada.
FP: então, isso não é uma forma de coação?
aluno: com certeza.
FP: você acha realmente fundamental esse tipo de aula para o seu
aprendizado?
aluno: a única coisa que realmente importa, é você aprender a lidar com intercorrências do tipo parada cardiorespiratória. O resto é desnecessário.
FP: você pretende se especializar em que?
aluno: cirurgião
FP: como você acha que vai se sentir quando tiver que operar um humano pela primeira vez?
aluno: nervoso, despreparado, completamente inseguro.
FP: isso significa dizer que as aulas de técnicas cirurgicas onde se
utilizam animais de nada adiantam?
aluno: praticamente sim
FP: você tem cães de estimação na sua casa?
aluno: sim, tenho 3
FP: e como você reagiria se entrasse na aula de técnica cirurgica e
encontrasse um deles sobre a mesa?
aluno: não dá nem prá imaginar
FP: para encerrar a entrevista, gostaria que você definisse a vivissecção
aluno: uma coisa muito cruel, estamos profanando o direito de viver de outros seres em nosso benefício próprio.
Bem meus amigos, este é apenas um caso. Imaginem 8 cães eutanasiados todas às sextas feiras durante sete meses. Isso significa dizer: 224 cães por ano. Num único curso e numa única universidade.
Um curso com 480 alunos que pagam em média R$ 2.300,00 e a faculdade acha caro os custos para se investir nos métodos alternativos.

OBSERVAÇÃO:
Esta entrevista foi realizada há cerca de um ano atrás.
Recentemente fui procurado pelo aluno alegando que atualmente a faculdade substituiu os cães por porcos!

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Sou apenas um bebê anêmico...

Sou apenas um bebê anêmico...

Por que fizeram isso comigo?
Por que não me deixaram com minha mãe?
Por que a largaram mugindo desesperada à minha procura?
Por que roubaram o leite dela para crianças humanas quando deveria ser para mim o leite de minha mãe?
Por que não me deixaram correr pelos verdes campos?
Por que nunca conheci meus irmãos?
Por que me esconderam a luz do sol?
Por que jamais pude me mover?
Ouvi dizer que é porque os homens apreciam carne rosada e macia, por isso provocam em mim anemia
Mas será que um prazer passageiro vale mesmo a pena perante meu sofrimento?
Estou sendo carregado para o abate
Não tenho forças para me levantar
Roubaram todo meu sangue
Meus músculos se atrofiaram
Estou tão fraco que nem consigo mugir
É o fim...
Adeus mundo cruel que nem ao menos tive o prazer de conhecer
E sempre ouvi dizer que a vida é bela
Para mim não foi...

(texto de Ivana Negri)

Veja mais aqui

sábado, 14 de julho de 2012

Cadela atingida por bomba recebe 113 pedidos de adoção



A cadela atingida por uma bomba caseira já recebeu 113 pedidos de adoção até a manhã desta sexta-feira. O ex-integrante da equipe técnica do cantor Thiaguinho, José Manoel Giardini Sobrinho, demitido após o episódio, assumiu o ato.
Segundo a assessoria da União Protetora dos Animais (UPA), que tem a guarda de "Menina", a cadela permanece internada, mas já voltou a caminhar nesta quinta-feira. Ainda de acordo com a UPA, ela deve ter alta na próxima semana.
Após ter alta, o animal vai ficar sob cuidados de um voluntário por dois meses, para que ela continue se recuperando, já que ainda recebe medicamentos com morfina e ainda não passou por avaliação para verificar surdez parcial ou total, além de regularizar vacinas e controle de verminoses. Após este período, Menina será encaminhada para adoção.

Somos todos animais



"Não importa se os animais são incapazes ou não de pensar. 

O que importa é que são capazes de sofrer"
Jeremy Bentham

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Cão Lennox é sacrificado e família é impedida de dizer adeus


O cão Lennox, mestiço da raça Pitt bull terrier, foi sacrificado na manhã de quarta-feira após o prazo legal ter terminado na meia noite de terça e causou comoção.

Veja mais sobre o caso na ANDA

domingo, 8 de julho de 2012

PEDIDOS DE UM CÃO A SEU DONO




1 - Minha vida dura apenas uma parte de sua vida. Qualquer separação de você significa um grande sofrimento para mim. Pense muito nisso, antes de me adotar.

2 - Tenha paciência e me dê um tempo para que eu possa compreender o que você espera de mim. Você também precisa me ajudar a desenvolver bons hábitos.

3 - Deposite o seu carinho em mim, pois eu vivo disso e vou compensá-lo por isso,mais do que ninguém.

4 - Nunca guarde rancor de mim. Se eu aprontar alguma, não me bata e não me prenda de castigo. Você tem outros amigos além de mim, tem o seu trabalho, seu lazer, mas eu só tenho você.

5 - Converse comigo. Eu não entendo todas as suas palavras, mas me faz bem ouvir sua voz falando só pra mim. 
6 - Pense bem como você, seus amigos e visitas me tratam. Eu jamais esqueço.

7 - Quando for me bater, lembre que eu poderia facilmente quebrar os ossos da mão que me machuca, mas que eu não reajo por respeito.

8 - Se alguma vez você não estiver satisfeito comigo porque estou de mau humor, preguiçoso, ou desobediente, imagine que talvez a minha alimentação não esteja me fazendo bem, ou que tenha estado muito exposto ao s ol ou que meu coração já esteja ficando cansado e fraco.

9 - Por favor, tenha compreensão comigo quando eu envelhecer. Não pense logo em me abandonar para adotar um filhote. Você também envelhecerá.

10 - Quando chegar meu último e mais difícil momento, fique comigo. Não diga "não posso ver isso".Com sua presença tudo ficará mais fácil para mim. A fidelidade de toda a minha vida deveria compensar este momento de dor.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Chapati - pão indiano




  • Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de farinha de trigo integral
  • 1 xícara de chá de farinha de trigo
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 3/4 de xícara de chá de água morna
  • 3 colheres de sopa  margarina.

  • Modo de fazer:

  • Numa tigela, misture as farinhas e o sal.
  • Adicione a água e trabalhe bem a massa até que não grude nas mãos.
  • Se estiver muito seca, acrescente aos poucos, mais água morna para que a massa fique bem fofinha.
  • Polvilhe uma superfície lisa com farinha de trigo e trabalhe bem a massa até que fique elástica.
  • Faça uma bola, coloque numa tigela ligeiramente untada com óleo e cubra com um pano úmido.
  • Deixe descansar por 30 minutos.
  • Mais uma vez, polvilhe com farinha uma superfície lisa, trabalhe a massa mais uma vez e divida em 10 a 12 bolas.
  • Abra as bolinhas em discos bem fininhos com um rolo de macarrão.
  • Aqueça uma frigideira anti-aderente grande, coloque os discos, um por vez, e cozinhe até que inche, cerca de 1 minuto.
  • Vire e cozinhe mais uns segundos, até dourar.













  • quarta-feira, 4 de julho de 2012

    Globo incentiva envenenamento de animais





    Matéria do UOL sobre a cena que irá ao ar no dia 06/07

    Veja aquiVejam a Sheila Moura contatou a Globo sobre a cena do envenenamento do cão que irá ao ar no dia 06/07 na novela Avenida Brasil e eles não arredam o pé de levarem ao ar.http://www.ogritodobicho.com/2012/06/tv-globo-mais-uma-vez-libera-cena-de.html. Segundo informações juridicamente não tem como impedir que isso aconteça também. Então só nos resta protestar com muita fé......http://falecomaredeglobo.globo.com/

    segunda-feira, 2 de julho de 2012

    Foie Gras - você sabe o que é?


    É feito do fígado doente de um ser que sofreu muito a vida toda. Colesterol puro. Quem consome fica propenso a ter derrames, câncer, infartos e outras doenças.
    E as pessoas que ignoram como e do que é feito o patê, acham muito "chique"!
    Agora que já sabe que é uma "iguaria" oriunda do sofrimento, não compre, não consuma, divulgue e combata!

    Ponha-se no lugar e veja como seria horrível passar a vida sendo tratada desse jeito para satisfazer um capricho completamente dispensável...

    domingo, 1 de julho de 2012

    Repórteres da GloboNews fazem zombaria de lei de proteção animal





    Zombaria dos repórteres da Globo News




    De: Claudia (GAAR Campinas)

    O JORNALISTA JORGE PONTUAL FOI DE UMA AGRESSIVIDADE... DE UM DESRESPEITO TOTAL!!!!! 

    Entre no site, cadastre-se e manifeste-se.
    Programa: Globonews em Pauta de 28.06.2012

    Recados? http://falecomaglobonews.globo.com/ 

    exemplo de mensagem:

    Lamentável a insensibilidade do Jorge Pontual. Ou seria ignorância mesmo?
    Será que ele captou de fato que a matéria prima desse patê é um ser vivo senciente, submetido a um requinte de crueldade chocante? 

    Ou alguém teria que enfiar um canudo na garganta dele e despejar ração até o fígado ficar bem grandinho para ele tratar com a devida seriedade a dor alheia?

    Pois é, tem gente que só evolui sentindo a dor na pele.

    Esse pseudo-profissional tratou com total desrespeito os animais e as pessoas que lutam há tempos por um tratamento humanitário a eles.

    Quem realmente são os bárbaros? Aqueles que fizeram uma lei que proíbe a comercialização de Foie Gras ou aqueles que insistem no seu consumo mesmo tendo consciência da crueldade imposta aos Gansos?