Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

SUCO DE MELANCIA SERVIDO NA PRÓPRIA FRUTA

Uma ideia muito criativa: Servir o suco de melancia dentro da própria fruta.
Corte uma tampa, e através da abertura retire toda a polpa. bata no liquidificador com um pouco de água e açúcar.
Adapte uma torneirinha e retire também uma lasca embaixo para a fruta parar em pé.
Coloque o suco dentro do oco da fruta e deixe tudo na geladeira até a hora de servir!
Em festinhas infantis faz o maior sucesso!

Finlândia persegue ativistas por divulgarem a realidade em fazendas de suínos


Ativistas dos direitos dos animais e ambientalistas estão sendo cada vez mais taxados como terroristas por governos mundo a fora, um fenômeno ao qual o blogueiro vegano Will Potter se dedica em seu popular blog Green Is The New Red (Verde É o Novo Vermelho).
Em uma de suas recentes postagens, Potter disse que ativistas finlandeses são as novas vítimas dessa política de perseguição. O ‘crime’ dos ativistas foi ter filmado as condições de fazendas fábricas naquele país.
“Em dezembro de 2009, a mídia finlandesa chocou o país ao publicar um vídeo perturbador e fotos de dentro de 30 fazendas fábricas de suínos, resultado de uma investigação de dois meses pelo grupo finlandês Justice for Animals”, escreveu Mikko Alanne no Huffington Post. Os vídeos e imagens podem ser vistos aqui.
As imagens de animais feridos, mortos ou a beira da morte causaram revolta em um país que sempre se orgulhou se suas práticas ‘humanitárias’. Membros do parlamento e até mesmo do agronegócio condenaram o que eles viram. Houve promessas de investigações de polícia. Houve até mesmo pedidos para a ministra da agricultura entregar o cargo, o que acabou não acontecendo.

Mas ao invés de processar os culpados, as autoridades resolveram processar dois ativistas. E por qual motivo? Difamação e distúrbio da paz. Mais uma vez o governo vai para a cama com os interesses do agronegócio, cuja violência e ganância desmedida estão em seu próprio DNA.

Como Potter observa, a medida que os ativistas pelos direitos dos animais continuam a expor a crueldade sistemática das fazendas, as indústrias-alvo estão fazendo o que podem para manter o público no escuro. Um outro caso recente de censura e perseguição ocorreu na Espanha com a prisão dos ativistas da Igualdad Animal em conexão com a libertação de animais de uma fazenda de peles.

Alguém já disse que o capitalismo leva ao fascismo, e é o que está acontecendo. Um motorista bêbado mata alguém e leva sequer uma multa por ser o consumidor de um produto caro; um ativista tentando ajudar animais pode levar anos de cadeia, mesmo que não tenha causado danos à propriedade do explorador de animais, por denunciar um sistema de lucro a base de sofrimento. Isso é reflexo de um mundo sem valores, onde empresários mandam e o governo age como capanga.
Veja aqui:

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Hitler não era vegetariano




Adolf Hitler não era e nunca foi vegetariano

Alguns escritores mencionam que Hitler foi vegetariano no decorrer de sua vida. Entretanto, tal fato não é sustentado por seus biógrafos.

Em um determinado período de sua existência, os médicos de Hitler prescreveram-lhe, além de muitas drogas, uma dieta sem carne , por conta de alguns problemas de saúde que ele apresentava (crises de flatulência e problemas estomacais crônicos).
Porém, relatos revelam que Hitler gostava de carne e que não seguia por completo as recomendações médicas.
Alguns diziam que Hitler gostava de comer macarrão recheado com carne picante e coberto com molho de tomate.
Sua fiel cozinheira, Dione Lucas, responsável pela cozinha de Hitler em Hamburgo durante o final da década de 1930, diz em seu livro “Gourmet Cooking School Cookbook” (Livro de Receitas da Escola de Culinária Fina), que o prato predileto de Hitler era o Squab recheado (um filhote de pombo domesticado e de carne escura)

Fontes: Hitler não era Vegetariano
Fuhrer
Hitler jamais foi vegetariano

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Dias do chimpanzé como cobaia podem chegar ao fim


New Iberia, Louisiana
 Em uma jaula ao ar livre em forma de cúpula, dezenas de chimpanzés gritam. Os pelos das costas estão levantados.
Segundo a Dra. Dana Hasselschwert, chefe de ciências veterinárias do Centro de Pesquisas de New Iberia, "Isso é piloereção", um sinal de excitação emocional.
Ela pede aos visitantes que mantenham distância. Os chimpanzés costumam atirar pequenas pedras ou objetos mais perigosos quando ficam agitados.
A semelhança dos chimpanzés com os humanos os torna importantes para pesquisas, mas também gera muita solidariedade. Para os pesquisadores, esses animais podem significar a melhor chance de descobrir a cura de doenças atrozes. Para muitas pessoas, porém, eles são nossos parentes atrás das grades.
A pesquisa biomédica com chimpanzés ajudou a produzir a vacina contra a hepatite B e tem por objetivo produzir a vacina contra a hepatite C, que infecta 170 milhões de pessoas em todo o mundo. Contudo, há muito que os protestos contra essa pesquisa consideram-na cruel e desnecessária. Devido à grande pressão atual de organizações de defesa dos animais, a decisão judicial que porá um fim a este tipo de pesquisa nos Estados Unidos pode vir em um ano. Atualmente, apenas os Estados Unidos e outro país conduzem pesquisas invasivas com chimpanzés. O outro país é o Gabão, que fica na África central.
Segundo Wayne Pacelle, presidente e diretor executivo da Sociedade Humanitária dos Estados Unidos, "este é um momento bastante diferente dos outros". "É o momento de tirar os chimpanzés da pesquisa invasiva e dos laboratórios", afirma.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Macacos da fauna brasileira transportados para servirem de cobaias


Macacos transportados pela TAM

É lamentável que uma empresa aérea brasileira, ainda seja CONIVENTE na crueldade praticada aos animais não humanos! 

A SUIPA - SOCIEDADE UNIÃO INTERNACIONAL PROTETORA DOS ANIMAIS, primeira mais antiga no Estado do Rio de Janeiro e a segunda proteção animal mais antiga no Brasil, tomou conhecimento do transporte de MACACOS BRASILEIROS para servirem de COBAIA NO EXTERIOR, em laboratórios do "primeiro mundo".

A TAM, vem espalhando pelos CÉUS DO BRASIL, o 
sangue de animais que são levados para serem escravizados, em nome da "ciência" !

A TAM, não conseguirá chegar ao "trem de pouso" da saudosa VARIG, que transportava COM RESPEITO, animais não humanos, TANTO EM SEUS PORÕES PRESSURIZADOS E COM TEMPERATURA AMBIENTE ADEQUADA, QUANTO NA CABINE DE PASSAGEIROS.

A SUIPA tem conhecimento dos animais que já morreram e outros que desapareceram nos porões dessa companhia aérea que deveria modificar, PARA MELHOR, a maneira como vem tratando os animais não humanos.

Se depender da SUIPA, nossos dezoito mil associados brasileiros irão dar preferência para outra companhia de transporte aéreo, onde os animais não humanos são respeitados e não são 
cruelmente levados para outros locais, autorizados possivelmente pelo IBAMA, para servirem de experimentos vivos.

Atenciosamente,

Izabel Cristina Nascimento
Diretora-Presidente SUIPA

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Stella Mc Cartney e a Proteção aos animais - PETA


Filha do ex Beatle Paul Mac Cartney, assim como o pai, abraçou a causa dos animais e do vegetarianismo como uma forma mais avançada de proteção.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Caça às Baleias


Linda mensagem traz essa música do Roberto Carlos - pena que ele não compôs mais músicas  com mensagens ecológicas e até começou a cantar em Rodeios...

"Não é possivel que você suporte a barra
De olhar nos olhos do que morre em suas mãos
E ver no mar se debater o sofrimento
E até sentir-se um vencedor neste momento

Não é possivel que no fundo do seu peito
Seu coração não tenha lágrimas guardadas
Pra derramar sobre o vermelho derramado
No azul das águas que voce deixou manchadas

Seus netos vão te perguntar em poucos anos
Pelas baleias que cruzavam oceanos
Que eles viram em velhos livros
Ou nos filmes dos arquivos
Dos programas vespertinos de televisão

O gosto amargo do silêncio em sua boca
Vai te levar de volta ao mar e à fúria louca
De uma cauda exposta aos ventos
Em seus últimos momentos
Relembrada num troféu em forma de arpão

Como é possível que voce tenha coragem
De não deixar nascer a vida que se faz
Em outra vida que sem ter lugar seguro
Te pede a chance de existência no futuro
Mudar seu rumo e procurar seus sentimentos
Vai te fazer um verdadeiro vencedor

Ainda é tempo de ouvir a voz dos ventos
Numa canção que fala muito mais de amor"



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

É lícito invadir uma propriedade para salvar animais?

A Constituição Brasileira declara, no seu artigo 5º, XI, que “a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial”.

Nada existe no nosso ordenamento jurídico que nos leve a entender que esta norma tenha por destino a prestação de socorro, exclusivamente, ao animal humano. Não tem fundamento e é arbitrária qualquer restrição ao texto constitucional, pois o próprio artigo 225, §1º, inciso VII, afirma incumbir ao Poder Público a vedação das práticas que submetam os animais à crueldade.

“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações” e que “para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais à crueldade”.

De que maneira poderá o Poder Público, em obediência à Constituição, proteger este animal ou vedar a submissão dele à crueldade ou à morte sem socorrê-lo? É dever do Poder Público, fazendo uso de uma das exceções constitucionais ao princípio da inviolabilidade do domicílio, prestar socorro imediato ao animal.
Devemos lembrar, ainda, que o Código Penal, em seu artigo 150, §3º, inciso II, afirma “não constituir crime a entrada ou permanência em casa alheia ou em suas dependências, a qualquer hora do dia ou da noite, quando algum crime está sendo ali praticado ou na iminência de o ser”.

Algumas providências acautelatórias devem ser tomadas para que não venha a ser configurada a violação de domicílio. Em companhia de duas testemunhas, abra a porta da casa com um chaveiro e, depois da prestação do socorro, feche-a. No próprio local, lavre um termo descrevendo as condições em que se encontrava o animal, assine e colha as demais assinaturas. Comunique o ocorrido na circunscrição policial e leve o animal para ser atendido e examinado numa clínica veterinária. “Manter-se inerte diante de um ato de maus-tratos é conduta moralmente censurável, que só faz crescer a audácia do malfeitor”, conforme nos faz lembrar o brilhante Promotor de Justiça de São José dos Campos – São Paulo, Laerte Fernando Levai, em sua obra Direito dos Animais.

Fonte: anda.jor.br
Resposta de um delegado à respeito de um caso de abandono no Rio de Janeiro

Sr. Alceu da Sepda do Rio diz :

Invadir um domicílio para socorrer animais é legal. Invadir propriedades para salvar vidas não é crime. O direito que nos assiste quando expressamos o nosso inconformismo com o crime é o mesmo que se transforma em dever da autoridade pública em averiguá-lo, pois o cidadão espera dos órgãos de governo a proteção necessária contra o crime e a violência.
A OMISSÃO sim, É UM CRIME. Não se omita diante do sofrimento de um animal preso.SALVE VIDAS!

Meu depoimento sobre um caso acontecido aqui em Piracicaba SP:


Estudantes da ESALQ  moravam em uma república ao lado de uma senhora que tinha vários gatos. Eles gostavam dos gatos e não se importavam quando os gatos iam na casa deles e até davam comida.
Era final de junho e os estudantes viajaram de férias para seus respectivos estados, quando a vizinha deu pela falta de um dos gatos. Ele havia sido trancado dentro da casa e os estudantes só retornariam depois das férias, pois moravam na Bahia.
Eu fazia parte da Sociedade de Proteção aos Animais e fomos acionados para tentar uma solução. A casa estava fechada e dava para ouvir os miados lá dentro, e já fazia uns três dias que o gato estava lá.
Tentamos algum acordo com a imobiliária que foi taxativa: não podiam dar a chave para estranhos na ausência dos inquilinos, era ilegal. Eu falava do gato, que poderia morrer lá dentro, que a casa ia ficar fedendo, mas a atendente continuava intransigente.
Ligamos no corpo de bombeiros, explicamos o caso e eles também não quiseram fazer nada, diziam que arrombar a porta era ilegal e só o fariam com ordem judicial.
Fomos no fórum atrás de algum juiz para dar a tal autorização, mas como era sexta-feira, dia de jogo do Brasil,  não encontramos nenhum. Não adiantava a gente dizer que mais 3 dias seriam fatais para o gatinho sem água e sem comida. Fomos informados que o juiz retornaria somente na segunda-feira.
Só sei que esgotaram-se todas as formas legais de solucionar o caso e eu e mais minha  amiga, resolvemos quebrar um quadradinho do vidro  da janela, através da grade, com um cabo de vassoura. A casa continuou fechada, apenas com um quadradinho do vidro quebrado, e a grade intacta.
Comentamos, após passada a angústia do resgate,  que se a polícia nos prendesse por arrombamento, seria por uma boa causa!
O gato saiu ileso, apenas sedento e com fome, e quando os estudantes voltaram das férias, pagamos a colocação de um vidro novo ( foi bem baratinho).
Perdemos uma tarde inteira, indo de um lugar a outro, estressadas, quando a solução poderia ser rápida. Se fossemos esperar pela justiça... era uma vez um gatinho!



sábado, 4 de fevereiro de 2012

Aberrações criadas pelos humanos


Aberrações criadas pelos humanos
Galinhas geneticamente modificadas para render mais carne ( mais peito e coxas) e sem penas.
Deveria ser proibido essas aberrações. Pobres animais judiados para saciar a voracidade humana...

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Mendigos vendiam carne humana para restaurantes



Mendigos canibais vendiam carne humana para restaurante na Rússia
Polícia russa prendeu três mendigos que eram suspeitos de canibalismo e comércio de carne humana
Do R7
Texto:

Getty Images
A coisa tá russa - tem gente usando gente para fazer kebab na Rússia
Três mendigos russos foram em cana na cidade de Perm, que fica mil quilômetros a leste de Moscou, na Rússia.
Os três teriam esquartejado e comido o corpo de um rapaz de 25 anos e vendido outras partes de seu corpo para uma barraquinha de kebab - que é uma espécie de espetinho turco.
As suspeitas foram levantadas quando partes de corpo humano foram encontradas perto de um ponto de ônibus, nos subúrbios de Perm.
Os três mendigos tinham extensa ficha criminal e foram presos, segundo as autoridades, sob suspeita de terem matado a vítima a golpes de martelo e facas e, depois, picado o corpo para comer.
 Depois de terem levado o crime a cabo, o corpo foi divido: parte foi comida e parte vendida a um quiosque que vendia kebabs e tortas, diz o boletim dos investigadores de Perm.
De acordo com o boletim, não se sabe a barraquinha de kebab chegou a vender carne humana para algum de seus clientes.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Domingo tem Feira de Adoção da SPPA

Neste domingo, 4 de fevereiro, tem feirinha de adoção de animais, das 9h às 12h, realizada pela Sociedade Piracicabana de Proteção aos Animais - SPPA

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Animais abandonados do bairro Pinheirinho - AJUDEM!!!



Bom dia Amigos,

Estamos em São José dos Campos no bairro Pinheirinho e a coisa aqui está triste, muito triste mesmo. Chegamos aqui no dia de ontem 31/01 e fomos recebidos à bala. Graças ao Deputado Feliciano Filho que conseguiu uma escolta da policia Ambiental para ajudar o nosso trabalho. Os animais na grande maioria estão bem fisicamente, mas psicologicamente muito abalados, com muita fome e medo. Todas as casas foram demolidas, as pessoas expulsas e os animais violentamente punidos por esses desgraçados seres humanos. Cavalos, burros, porcos, cabritos e galinhas viraram comida ou foram roubados do local para serem escravos dos carroceiros. Os cães e os gatos no dia da desocupação devido ao grande corre corre, bombas de efeito moral jogadas pela policia os animais muito assustados fugiram para os bairros vizinhos e hoje estão perambulando pela cidade. Cena muito triste essa. Mas o que está me chocando mesmo e tirando o sono são os animais que continuam no terreno. São centenas deles, cada um em volta dos escombros de sua antiga casa a espera do retorno de seu dono que nunca mais vai voltar. Eles guardam o local com muita esperança que seus donos retornem, embaixo de um sol muito forte sem água ou qualquer tipo de alimentação. Alguns cães já não querem nem comer por depressão, saudades e falta de seus donos. Cadelas prenhas ou paridas com seu filhotinhos e os gatos comendo a ração dos cães de tanta fome (SOS precisamos de ração para gatos, pois só temos de cães). Animais famintos, magros e muito carentes são o que se vê por aqui.
Infelizmente não temos como resolver esse problema sozinho, mas podemos fazer a diferença e salvar muitos desses animais.
Como comentei, ontem esteve presente aqui o Deputado Feliciano que adotou 2 cães do Pinheirinho, nossos voluntários presentes no local adotaram mais três cães. O Cão Sem Dono vai ficar com 5 gatinhos, uma colaboradora nossa de São Paulo (Ivana) pediu que leve para ela 5 gatinhos que irá adotar. Uma ong de Bragança Paulista que eu não me recordo o nome agora, retirou mais 20 animais do local (eles escolheram os mais debilitados). Parabéns. Uma super colaboradora do Cão Sem Dono, Sra. Eloisa também ficou com 10 animais que nesse exato momento estão sendo resgatados do local para serem entregues em sua fazenda.
Ainda tem centenas de animais no local. Se cada ONG puder ficar com pelo menos um bichinho já vai fazer muita diferença. O Cão Sem Dono se compromete a levar os animais até as Ongs ou até a pessoa interessada em ficar com um desses bichinhos, não importa onde seja o local ou distância.
As doações para esses animais são fundamentais para a sobrevivência deles, mas nada será válido se a gente não conseguir tirar esses animais daqui. Os donos do terreno que eu nem sei quem são não estão nem ai para os bichos, o poder público também não, os donos desses animais não possuem nenhuma condição de ficar com eles. Se nós não fizermos nada os animais estarão com os dias contados.
Precisamos de adotantes, lares temporários e ONGs que possam acolher pelo menos um bichinho.
Além dos adotantes estamos precisando de:
RAÇÃO PARA GATOS, pois são muitos os gatinhos por aqui e não temos nem um quilinho de ração para os gatos. Ontem eles comeram a ração dos cães e latinhas de carne da pedigree que era o que tínhamos para oferecer.
DOAÇÕES EM DINHEIRO: para combustível, pedágio, transporte dos animais até seus novos lares, material de auxilio (coleiras, guias, cordas, caixas de transporte, alguns medicamentos que faltaram ETC...), alimentação e abrigo de nossa equipe e Voluntários.
O Cão Sem Dono vai ficar aqui em São José dos Campos até sexta feira, sua ajuda é muito importante para esses animais. Ajude também a divulgar este caso. Outras pessoas podem ajudar ao saber o que está acontecendo com esses animais. Divulguem muito.
Para ajudar: Bradesco: agência 86 conta corrente: 5620-0 ou Itau: agencia: 7847 conta corrente: 01301-3 Favorecido: Cão Sem Dono - CNPJ: 10157938/0001-73
Fotos em anexo, veja link da matéria que saiu hoje no jornal Estadão.

Despeço-me aqui muito cansado, triste e impotente com tamanha desgraça, esses animais não merecem o que estão fazendo com eles.
Desculpem-me o desabafo.
Rafael R Miranda