Sou vegetariana por amor aos animais

Sou vegetariana por amor aos animais
COLHER OU MATAR, a escolha é sua
"Se os matadouros tivessem paredes de vidro
todos seriam vegetarianos."

(Paul e Linda Mc Cartney)



Seguidores

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Tráfico e Animais é Crime!

Se você compra, é conivente e colabora para que essas mortes aconteçam.
Não compre! Denuncie!

sábado, 28 de janeiro de 2012

Abate Humanitário, existe isso?


Se você tem coragem de comer, então tenha coragem de assitir como a coisa é feita:
Abate de porcos
Abate de vacas
Para os animais todos os humanos são nazistas

Criaram o termo "abate humanitário", um nome pomposo para disfarçar a crueldade embutida nos matadouros. Talvez seja mesmo apenas para diminuir a culpa de quem gosta de carne, para que possa continuar comendo com a consciência traquila.
Mais uma propaganda enganosa da indústria sem excrúpulos que apenas quer vender e ter lucros.
A indústria da carne continua sendo a mais cruel das indústrias, beirando os requintes de crueldade, um holocausto sem fim.
Desde o nascimento até a subida na rampa do matadouro o animal sofre crueldades.
O fihlote é separado da mãe, obrigado a comer o que lhe oferecem, recebe bateladas de antibióticos, hormônios e outras drogas, são marcados ferro em brasa sem anestesia, castrados sem anestesia também. Tudo o que encarece a criação, é descartado. A indústria faz tudo o que for mais barato, o que der mais lucro, não se importando com o sofrimento deles.
Os animais criados para abate são considerados "coisas", cifras, "algo" sem sentimentos.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

CRUELDADE NUNCA MAIS!

Treinando elefante filhote para atuar em circos


Ivana Maria França de Negri

Um grito em uníssono ecoou pelos quatro cantos do país e estendeu-se por várias cidades do mundo. Um protesto em nome dos que não podem falar, os animais.
As manifestações aconteceram simultaneamente, orquestradas pela rede social Facebook, a mais poderosa arma da população, que consegue mobilizar milhares de pessoas em poucas horas, espalhando-se por todo o planeta como rastilho de pólvora.
Houve manifestos, passeatas, carreatas, buzinaço, cada cidade deu o ar da graça a sua maneira. Só em São Paulo, o movimento reuniu cerca de 20 mil pessoas em frente ao MASP. Aproximadamente 170 cidades uniram-se na luta pelos direitos dos animais, reivindicando leis mais severas para punir as atrocidades que todo dia fervilham nos noticiários: cão enterrado vivo, arrastado, bezerros com pescoço torcido, animais esfaqueados, queimados ou mortos pelos próprios donos e outros crimes hediondos, frutos da insanidade de alguns.
Além de ONGs e ativistas da proteção animal, artistas emprestaram sua fama e voz para a campanha. Mas a grande maioria era mesmo de cidadãos comuns unidos por um mesmo ideal, cansados de ver a impunidade correndo solta. Listas coletando assinaturas para pressionar o legislativo eram preenchidas rapidamente.
A data, 22 de janeiro de 2012, será um marco histórico nesse tipo de ação. Certamente outras manifestações surgirão, fortalecidas com o sucesso desta primeira.
Os protestos e manifestações aconteceram de forma pacífica, pois o lema eram as palavras do líder pacifista Mahatma Gandhi: “A grandeza de uma nação pode ser avaliada pela maneira como são tratados seus animais”.
Em São Paulo, um pastor, um padre, um espiritualista, um hare-krishna e um rabino, juntos, representaram a Iniciativa das Religiões Unidas. O Reverendo Elias de Andrade destacou que, se não houver a paz, também para os animais, não haverá paz para o mundo, ressaltando que todos os líderes religiosos ali presentes são vegetarianos por questão de coerência.
Nem só os cães e gatos merecem compaixão e respeito, mas todos os seres da criação. Numa alusão aos bois caminhando pacificamente nas ruas da Índia sem serem molestados, ouvi certa vez esta pérola de um conhecido: “quanto churrasco desperdiçado!”. Isso significa que as pessoas enxergam o animal apenas como um produto para ser consumido, não o vêem como um ser vivo senciente.
E existem os mais diversos tipos de tortura a que são submetidos os animais diariamente. Na indústria da carne, uma das mais cruéis, na moda, nas experiências em laboratórios, na indústria da diversão tipo touradas, vaquejadas, circos, rodeios, em sacrifícios religiosos, tudo isso dificilmente cessará de uma hora para outra, porque são hábitos arraigados que precisam ser repensados. Em outros casos envolve muito dinheiro, o que dificulta bastante pela ganância do ser humano.
A cegueira espiritual vai dando lugar à visão sob a luz da misericórdia e compaixão.
É claro que é muito difícil acabar de uma hora para outra com costumes, tradições e eventos culturais enraizados há séculos, mas um primeiro passo foi dado, sementes foram lançadas e os frutos certamente vingarão. O Holocausto animal ainda está longe de ter um fim. A alforria chegará aos poucos para esses inocentes protagonistas da voracidade humana.
Estamos no caminho certo, sensibilizando a sociedade, focando a conscientização e cobrando as autoridades para criação de leis mais abrangentes e punições mais severas, pois penas brandas só favorecem a crueldade.

domingo, 22 de janeiro de 2012

"Crueldade Nunca Mais!" - Manifestação em Piracicaba - confira as fotos

Até Jack Sparrow compareceu! Com Ivana Negri e Nathalia Mota

Alex Peguinelli - Presidente da SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira) Grupo Piracicaba
Monica Faria - Protetores Independentes
Luciana Ferracciú
Miriam Miranda - Ong Viralata Viravida
Monica Faria e Vereador Laércio Trevisan
Cristiane da SPPA - Sociedade Piracicabana de Proteção aos Animais

É hoje!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Como é bom ver boas notícias!

Como é bom saber dessas boas notícias em meio a tantas ruins! Esse burrinho era obrigado o trabalhar com a pata quebrada, agora, está num verdadeiro paraíso onde ficará até morrer de velhice. Por isso que eu acredito em anjos!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Poucos fariam o que esta policial fez!

O desespero da mamãe pata ao ver os filhotes dentro do bueiro
A policial se enternece com a situação
E resolve agir
Resgatando um a um os filhotes
Uma atitude louvável
Ela não se importou com o perigo e sujeira do bueiro
Uma cena comovente
Ela salvou preciosas VIDAS!!!  

domingo, 15 de janeiro de 2012

Não use almíscar! Veja como é produzido



Almíscar, perfume agradável, cheiroso…

É um dos perfumes mais caros do mundo pois depende do sofrimento de animais para ser produzido.

Este simpático animal, o almiscareiro (Moschus moschiferus),mamífero da família dos cervídeos, originário da Ásia e da África,
é provido de uma glândula em seu ventre que secreta uma substância odorífera denominada almíscar.

Recente Investigação da WSPA revela mais uma crueldade, similar à dos ursos da China, para produzir perfumes à base de almíscar.

O animal capturado fica até 15 anos na mesma posição, sendo manipulado apenas para retirada do líquido que produz o perfume,.. até que morra.

Atenção!Muitos usam perfumes ou outros produtos que contém essa substância sem saber da sua origem!!

Faça a sua parte!Não usem produtos que contenham almíscar natural!

São passos importantes como este que fazem a diferença na caminhada de uma sociedade que respeita o planeta e tudo o que faz parte dele.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Salsichas Vegetarianas

Quem assistiu ao vídeo de como é produzida a salsicha, com  refugos que sobram da indústria da carne, e horrorizou-se, é bom procurar as versões vegetarianas e saudáveis, e o mais importante, sem sofrimento dos animais.



terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Receita do Hamburguer de "carne" de caju que será servido em Fortaleza na COPA 2014


Quando a Copa do Mundo chegar a Fortaleza em 2014, trará junto uma novidade: o hamburger com carne de caju.
Esta informação surgiu na reunião de terça-feira, 27, do Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense (Agropacto), ao ser revelado que, no setor de prospecção e avaliação de tecnologias da Embrapa Agroindústria Tropical (CNPAT), com sede nesta capital, estão em processo de incubação projetos de quatro empresas, uma das quais – a Sabor Tropical – desenvolve pesquisas com extrato concentrado de carotenóides a partir do bagaço de caju.
Dessa incubação surgirá o hamburger de carne de caju.
Genésio Vasconcelos Neto, técnico do CNPAT, que transmitiu a notícia ao falar sobre o tema Inovação no Agronegócio, recebeu do presidente da Federação da Agricultura do Ceará, Flávio Sabóya, a sugestão para que o hamburger de caju seja incluído entre os produtos orgânicos, para os quais o Governo do Estado criou um Grupo de Trabalho cujo objetivo exclusivo é incentivar as chamadas “culturas limpas”.
Vasconcelos Neto informou: na incubadora da CNPAT estão as empresas Bioclone e sua pesquisa de micropropagação de mudas de abacaxi, banana e cana de açúcar; Carbono Fixo, que pesquisa espécies florestais para reflorestamento e crédito de carbono; e Cocos e Cocos, de São Paulo, que beneficia a casca do coco verde.
RECEITA:

Receita de Hambúrguer de Carne de Caju 

Ingredientes

8 kg de caju fresco (sem castanha)

300 g de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de cheiro verde picados
2 pimentões médios picados
4 tomates grandes picados
2 cebolas médias picadas
1/2 colher (sopa) de corante (colorau)
1 cabeça de alho grande
Pimenta-do-reino a gosto
Sal a gosto

Modo de preparo

Lavar bem os cajus, acrescentar um pouco de água e bater do liquidificador. Depois, peneirar bem para tirar todo o suco. O que sobra é a fibra. Colocar a fibra numa panela e temperar com alho, cebola, tomate, cheiro-verde, pimentão, corante, pimenta-do-reino e sal a gosto.
Refogar por mais ou menos 10 minutos. Tirar do fogo e colocar numa bandeja grande para esfriar. Quando estiver fria, acrescentar a farinha de trigo e espalhar sobre superfície com a ajuda de um rolo (como se fosse uma massa). Por último, cortar no formato de hambúrguer. A fritura é igual a de um hambúrguer tradicional.



segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

PELES de ANIMAIS - você ainda usa?

A indústria das peles é tão ou mais cruel que a indústria da carne.
Todos os anos, milhões de raposas, coelhos, furões, cães e gatos, martas, guaxinins e esquilos são mortos para obtenção das suas peles. Estes animais são criados em quintas, em jaulas mínimas, onde estão expostos a frio e calor extremos.
Muitos deles desenvolvem feridas que nunca são tratadas e que infectam devido às más condições de higiene.
Vivem nos seus próprios dejetos, em algumas situações e estão tão privados de estímulos que muitos enlouquecem.
A forma como lhes é retirada a pele é igualmente brutal, pois sofrem electrocussão anal e vaginal e, de seguida são esfolados vivos. Muitos ainda estão conscientes quando a sua pele lhes é retirada, acabando por morrer minutos depois, já sem pele e em carne viva.
No Canadá, também é comum matar-se focas bebês, para as suas peles em casacos.
Para a produção do cabedal, as vacas sofrem destinos miseráveis. As vacas são forçadas a viajar durante dias, sem alimentação ou água.
Quando estão exaustas e já não conseguem andar, é-lhes colocado pimenta nos olhos e são-lhes partidas as caudas para as obrigar a levantar-se e a continuar a viagem. Quando chegam ao local onde vão morrer, as suas pernas são atadas e o seu pescoço é cortado, para que sangrem até morrer. Depois, as suas peles são retiradas, enquanto, muitas delas, estão ainda conscientes.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

OS DEZ MANDAMENTOS DA ECOLOGIA

1. Ama a Deus sobre todas as coisas e a Natureza como a ti mesmo.
2. Não defenderás a Natureza em vão, apenas com palavras, mas através de teus atos.
3. Guardarás as florestas virgens, pois tua vida depende delas.
4. Honrarás a fauna, a flora, todas as formas de vida, e não apenas a humana.
5. Não matarás.
6. Não pecarás contra a pureza do ar deixando que a indústria suje o que a criança respira.
7. Não furtarás da terra sua camada de húmus, raspando-a com o trator, condenando o solo à esterilidade.
8. Não levantarás falso testemunho dizendo que o lucro e o progresso justificam teus crimes.
9. Não desejarás para teu proveito que as fontes e os rios se envenenem com o lixo industrial.
10. Não cobiçarás objetos e adornos para cuja fabricação é preciso destruir a paisagem: a terra também pertence aos que ainda estão por nascer.

(João de Vasconcelos Sobrinho)

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

GATOS

Enquanto uns abandonam e maltratam, algumas pessoas especiais cuidam com muito carinho como Craig Grant, morador da Flórida (USA), que até construiu casinhas para os gatos abandonados.
Caboodle Ranch é um santuário de gatos de 100 acres criado por  Craig Grant, em 2003 em Ponte Vedra Beach, Florida, é o lar de mais de 500 gatos felizes. Este abrigo natural  para os gatos de rua é composto por lotes de pequenas casas, tem até  prefeitura, igreja,  moinho e lagoas.
Clique aqui e veja
Gatos

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Nós somos o Demônio!

O ativista pelos direitos animais norte-americano Gary Yourofsky narra como foi seu primeiro contato com a noção de direitos animais. Quando criança, foi convidado por seu padrasto, que era artista circense, a conhecer os bastidores de um circo que tinha animais em suas apresentações. Mais tarde, Gary começoou a investigar, por conta própria, fazendas e outros lugares em que animais são explorados. Baseado no que viu, Gary afirma que, se os animais um dia se organizassem e tivessem uma religião, o ser humano certamente teria o papel de demônio nela.
Confira o relato dele clicando aqui
Se você ainda não assistiu, confira a palestra completa de Gary no www.vista-se.com.br/gary